O Fantasma da Rejeição

19/06/2014 14:14

                                                                

O Fantasma da Rejeição

 Com algumas exceções somos aguardados com muita ansiedade e alegria por todos em nossa família antes do nosso nascimento. As mulheres promovem os famosos chás de bebês, se presenteiam com roupinhas para o futuro membro da prole, tiram fotografias.

 No dia do nascimento todos estão reunidos no hospital aguardando sua chegada. Quando acontece o grande momento em que o médico anuncia para todos: - É um menino ou uma menina! (“Por que alguns casais preferem não saber o sexo até o dia do nascimento”). Todos comemoram se abraçando e desejando muita alegria e felicidade ao casal e a toda família juntamente com seu mais novo integrante!

 Dentro da normalidade do amor paternal, criam-se os filhos com muito amor, dedicação e igualdade. Crescemos envolvidos por essa atmosfera onde os Pais a família e os amigos nos protegem não permitindo sermos humilhados ou maltratados. Existem casos diferentes, mas no momento vamos analisar este aspecto que esta sendo apresentado, em outras ocasiões falaremos sobre os demais.

 Chegando a adolescência descobrimos outro mundo onde existem situações que ainda não conhecemos e não passamos por elas, como a paixão. Começamos a nos simpatizar com o sexo oposto e desejar estar mais perto de uma determinada pessoa, mas a timidez às vezes cria uma barreira que lutamos muito para vencê-la, quando finalmente ultrapassamos este limite e declaramos nossa intenção de compartilhar sentimentos e efetivar um laço afetivo, em algumas ocasiões somos surpreendidos de forma inesperada e totalmente sem defesa pelo terrível fantasma da rejeição! Isso pode ocasionar efeitos dos mais variados em uma pessoa que não estava preparada para aquela situação e indiscutivelmente existem dois que por mais que sejamos fortes não conseguimos escapar pelo menos no momento inicial que é a dor e o sofrimento, mas não são impossíveis de serem administrados por nossa vontade.

 A rejeição é algo que pode acontecer e com certeza irá nos acontecer mais variados momentos de nossa vida na adolescência, juventude, maturidade e até mesmo na velhice. Sendo algo que não poderemos escapar e que vai nos acompanhar por toda vida, então vamos conhecê-la e saber também como lidar com ela!

 Existem varias formas de rejeição:

No amor!

Na carreira profissional.

Com os amigos!

Em uma proposta oferecida etc...

 A rejeição às vezes torna-se incompreensível, achamos injusta e nos causa revolta, mas não devemos de maneira alguma deixar que isso afete nossa felicidade. Sofremos por que pensamos demais, isso mesmo nós pensamos demais naquilo que nos afetou e esta é a maior causa do nosso sofrimento! Ficamos a todo o momento do dia tentando entender o motivo da rejeição e se ela foi justa ou se nós a merecemos, não é assim que devemos encarar uma situação dessas.

 Prazer, dor, alegria, compaixão, tristeza e também a rejeição fazem parte de nossa vida e devemos aceitar isso! Temos que compreender e aceitar que nem todas as pessoas são iguais ela atinge a todos até mesmo aqueles que menos imaginamos, não existe ninguém perfeito e ninguém totalmente realizado sempre existe alguma coisa a mais que queremos e não conseguimos isso faz parte da vida!

 Sua entrevista de emprego, seu projeto, suas ideias ou sua tentativa de conquistar o amor de alguém um dia serão rejeitadas, isso é normal faz parte do cronograma existencial que estamos enquadrados enquanto seres humanos viventes! Aceitar esta condição como parte de uma normalidade da vida estaremos dando o primeiro passo para superar e encontrar um novo caminho. O importante é analisarmos a situação e tomarmos a melhor decisão em favor do nosso bem estar emocional, com calma e raciocínio lógico!

 Reconhecer  que isto acontece com todas as pessoas e ao nosso redor o tempo todo é uma maneira de nos sentirmos iguais e capazes de dar a volta por cima. Não tente se isolar em seu pequeno mundo analítico onde você se encontra imperfeições a seu respeito, expresse tudo que esta sentindo na hora certa, fique bravo, proteste, chore se for preciso, mas não deixe que isso dure muito tempo! ESVAZIE-SE E REFAÇA-SE! VOCÊ É MUITO MAIS DO QUE IMAGINA!

 SE se foi rejeitado por alguém que amava, não fique pensando que não conseguirá mais viver sem essa pessoa! ISSO NÃO É VERDADE! Aquele frio que corre por todo o corpo quando você abraça alguém que gosta muito, a sensação dos lábios se tocando isso nada mais é do que prazer. O amor é muito mais do que isso! Todas essas coisas nos dão uma sensação momentânea, sem a convivência, a cumplicidade, o compartilhamento, a doação constante não existe amor! Não devemos sofrer e nem mesmo nos culpar procurando imperfeições em nossos atos se nada disso existe em relação à pessoa que nos rejeitou!

 Não fuja da rejeição quando ela vier, encare-a e mostre que você sabe lidar com ela sobriamente, isso evitará muito sofrimento! Temos também que estar totalmente conscientes que a rejeição também afeta aqueles que nos rejeitaram, pois um dia poderemos estar na mesma situação e isso nos será doloroso, pois por algum motivo teremos também que tomar esta decisão.

 Siga em frente com sua vida, ela esta cheia de oportunidades esperando por você! Seja maduro (a) o suficiente para aproveita-la da melhor maneira possível.

Marcos Cesar Dutra – Escritor e Poeta - "Amor Verde Oliva"

 

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!