TEMPLO DO SABER

21/06/2014 11:48

 

TEMPLO DO SABER

 

Mão suada, mão cansada.

Mão da luta, mão da labuta!

Mão que perdoa mão que abençoa!

Mãos querendo aprender, suplicando o saber!

 

Mão estendida, implorando outra mão!

Mão calejada sendo sarada.

Quero uma mão como a mão de José!

José que na profissão foi sempre o primeiro.

José de Jesus, José Carpinteiro!

 

Benção da sapiência brotando na inocência.

No Templo do saber entrego meu viver!

Deleitar-me-ei rendendo-me a ouvir!

Ouvir, somente ouvir é tudo que vieste me pedir!

 

Curvando-me diante do conhecimento.

Presencio o meu renascimento!

TEMPLO DO SABER! A TI ENTREGO MEU VIVER!

 

 

Marcos Cesar Dutra  06/2013

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!